+351 262 824 654
+351 966 884 333

geral@livrariaalfarrabista.com
AUTORES
Adolfo Casais Monteiro
Adolfo Coelho
Afonso Correia
Afonso Duarte
Afonso Lopes Vieira
Agustina Bessa Luís
Al Berto
Alberto Bramão
Alberto de Lacerda
Alberto de Serpa
Alberto de Sousa
Alberto Ferreira
Alberto Pimenta
Alberto Pimentel
Albino Forjaz de Sampaio
Albino Lapa
Alexandre Herculano
Alexandre O´ Neill
Alfredo Gândara
Alfredo Lamas
Alfredo Mesquita
Alfredo Pimenta
Alice Vieira
Almeida Garrett, J. B. De
Alvaro Feijó
Alves Redol
Amália Rodrigues
Ana Hatherly
André Breton
Antero de Figueiredo
Antero de Quental
António Aleixo
António Aragão
António Barahona da Fonseca
António Botto
António de Cértima
António de Navarro
António dos Santos Rocha
António Feijó
António Feliciano de Castilho
António Ferro
António Gedeão ( Rómulo de Carvalho )
António José Forte
António Lobo Antunes
António Maria Lisboa
António Nobre
António Patrício
António Pedro
António Ramos Rosa
Antunes da Silva
Aquilino Ribeiro
Armando Ferreira
Armindo Rodrigues
Artur Anselmo
Augusto Abelaira
Augusto Gil
Augusto Reis Machado
Azinhal Abelho
Baltazar Estaço
Baptista Bastos
Bento Carqueja
Brandao de Brito
Branquinho da Fonseca ( António Madeira )
Cabral do Nascimento
Caldwell
Camilo Castelo Branco
Carlos de Oliveira
Carlos de Passos
Carlos Eurico da Costa
Carlos Ferrão
Carlos Selvagem
Castro Soromenho
Celestino Gomes
Cesário Verde
Chagas Franco
Costa Barreto
Cruzeiro Seixas
Cunha Leal
Daniel Filipe
David Mourão Ferreira
Dino Preti
Diogo Caminha
Diogo do Couto
Domingos Monteiro
E. M. de Melo e Castro
Eça de Queiroz
Eduardo de Noronha
Eduardo Gageiro
Eduardo Scarlatti
Elísero Pinto
Ernesto M. de Melo e Castro
Eugénio de Andrade
Eugénio de Castro
Faure da Rosa
Federico García Lorca
Fernanda Botelho
Fernanda de Castro
Fernando Guimarães
Fernando Lopes Graça
Fernando Namora
Fernando Pessoa
Ferreira de Castro
Florbela Espanca
Francisco de Sousa Neves
Francisco Rodrigues Lobo
Franco Nogueira
Gentil Marques
Gervásio Lima
Gervásio Lobato
Gomes de Brito
Graça Pina de Morais
Guedes de Amorim
Helder de Macedo
Helena Malheiro
Henrique Galvão
Herberto Helder
Hipólito Raposo
Irene Lisboa
J. V. Jorge
Jaime Cortesão
João Barreira
João Cesar Monteiro
João de Araújo Correia
João de Barros
João de Deus
João Gaspar Simões
João Miguel Fernandes Jorge
Joaquim Leitão
Joaquim Manuel Magalhães
Joaquim Paço D´Arcos
Joaquim Pessoa
Joaquim Vieira Natividade
Jorge de Sena
Jorge Guimarães
José Blanc de Portugal
José Cardoso Pires
José Carlos Ary dos Santos
José de Almada Negreiros
José Duro
José Ferreira Monte
José Gomes Ferreira
José Jorge Letria
José Loureiro Botas
José Malhoa
José Mascarenhas Pacheco Pereira Coelho de Mello
José Régio
José Rodrigues Migueis
José Saramago
José-Alberto Marques
Julieta Ferrão
Júlio Dantas
Julio de Castilho
Leonel Neves
Lourenço Chaves de Almeida
Luandino Vieira
Luis de Sttau Monteiro
Luís Forjaz Trigueiros
Luís Varela Aldemira
Luís Veiga Leitão
Luiz de Figueiredo da Guerra
Luiz Pacheco
Luiza Neto Jorge
Magalhães Lima
Manuel Alegre
Manuel Bandeira
Manuel Breda Simões
Manuel da Fonseca
Manuel de Campos Pereira
Manuel de Sousa Pinto
Manuel Geraldo
Manuel Grangeio Crespo
Manuel Lima
Manuel Múrias
Manuel Pinheiro Chagas
Manuel Ribeiro
Manuel Vieira Natividade
Marcelo Caetano
Maria Alberta Menéres
Maria da Graça Azambuja
Maria Gabriela Llansol
Maria Lourdes de Castro
Maria Ondina Braga
Maria Teresa Horta
Mariano Calado
Mário Braga
Mário Cesariny de Vasconcelos
Mário Cláudio
Mário de Sá Carneiro
Mário Henrique Leiria
Mario Saa
Mário Soares
Máximo Lisboa
Miguel Esteves Cardoso
Miguel Torga
Natália Correia
Natércia Freire
Nuno de Montemor
Nuno Júdice
Orlando de Albuquerque
Pedro Dias
Pedro Homem de Mello
Pedro Mayer Garção
Pedro Oom
Pedro Tamen
Pedro Vitorino, Dr.
Políbio Gomes dos Santos
Rafael Bordalo Pinheiro
Ramalho Ortigão
Raul Brandão
Raul de Carvalho
Raul Leal
Raul Lino
Raúl Perez
Raul Rêgo
Reynaldo dos Santos
Ricardo Reis
Rocha Martins
Rogério de Freitas
Romeu Correia
Ruben A
Rui de Melo
Rui Knopfli
Ruy Belo
Ruy Cannas
Ruy Cinatti
Salette Tavares
Samuel Maia
Sebastião da Gama
Sidónio Muralha
Silva Tavares
Soeiro Pereira Gomes
Sophia de Mello Breyner Andresen
Sousa Costa
Taborda de Vasconcelos
Teixeira de Pascoaes
Teixeira de Sousa
Telo de Mascarenhas
Teófilo Braga
Thiago de Mello
Tomás da Fonseca
Tomaz Tavares de Sousa
Urbano Tavares Rodrigues
Valeriano de Campos
Vasco Graça Moura
Vergilio Correia
Vergilio Ferreira
Victor Palla
Virgílio Arruda
Virgílio Martinho
Vitor Serrão
Vitorino Nemésio
Wenceslau de Moraes
Y. K. Centeno
Livros pré 1900
Livros por página
(Ref. 19390)
Ano: 1846/49    1ª Edição
Lisboa; Imprensa Nacional; In-8º de 2 volumes com 583 (1) e XVI 615 (1) páginas; Encadernado

...precedida de uma extensa noticia sobre as differentes phases politicas da monarchia desde os mais antigos tempos até ao anno de 1820, e desde este mesmo anno até ao começo do sobredito cerco..."
Primeira edição, muito  invulgar, desta obra dedicada ao estudo deste importantíssimo acontecimento histórico. Tem em folha desdobrável, uma minuciosa `Carta Topographica das Linhas do Porto`, "Levantada pelo Coronel Moreira, e novamente lythographada e augmentada por A. C. Lemos".
 A "extensa notícia" referida acima tem o título de "discurso preliminar" e ocupa as págs. 1 a 427, estando dividido em duas partes. Na primeira descreve as diferentes fases da Monarquia desde a fundação de Portugal. Na segunda, dividida em 5 capítulos, descreve os acontecimentos da guerra civil até ao início do cerco do Porto. A história propriamente dita ocupa as págs. 429 a 583 a que se seguem as erratas.
Exemplares com sólidas encadernações meia-inglesas, em bom estado de conservação geral. Possuem assinatura de posse.
Preço:
240€
(Ref. 19392)
Ano: 1739
Evora; Officina da Universidade; In-8º de (8)342(2) páginas; Encadernado

"PRIMEIRA PARTE REPARTIDA EM DEZ LIVROS, Onde se relataõ as cousas, que acontecêraõ em Evora até ser tomada aos Mouros por Giraldo, no tempo Del-Rey Dom Affonso Henriquez e o mais que dahi por diante aconteceo até o tempo presente, se contará na segunda parte, que para ficar mais desembaraçada, se poem no fim desta os Reys de Portugal, com suas geraçoens, e descendencias. POR AMADOR PATRICIO. PRIMEIRA IMPRESSAÕ, e á custa de FRANCISCO MENDEZ."
Inocêncio VII, 152. “cujas circumstancias pessoaes mal chegaram ao conhecimento dos nossos biographos, limitando-se Barbosa a dizer que elle nascera em Evora e o auctor da Bibl. Hist. de Portugal, que falecêra em 1614. A promettida segunda parte não chegou a publicar-se. Esta que existe impressa não passa de ser uma ingenhosa mixtura de fabula e historia, de sorte que mais póde merecer o nome de novella, que o de narrativa de factos verdadeiros. A sua lição é pois de todo inutil, para quem pretender adquirir noticias certas, ou idéas solidas das antiguidades e cousas de Portugal. Creio que o preço regular deste livro tem sido de 480 réis. Advirta-se que o pseudonymo « Amador Patricio » tem sido em tempos modernos adoptado por outros escriptores v. g., pelo P. Francisco Jose Freire, por Francisco José Maria de Brito em artigos de jornaes, etc.”
Ilustrado com gravuras no texto.Exemplar com sólida encadernação contemporânea, miolo com ligeiros sinais de manuseamento e restauros de papel nas primeiras três folhas
Preço:
265€
(Ref. 5318)
Ano: 1732    1ª Edição

... ao excelentissimo senhor D. Domingos Capecelatro, Marquez de Capecelatro, filho dos excelentíssimos Duques de Siano, do Conselho de Sua Majestade Catholica na sua Corte de Portugal.

Lisboa Occidental; Officina de Pedro Ferreira; In-8º de 20, (4), páginas; Encadernado


Obra muito rara.

Exemplar com danos na encadernação.

Preço:
250€
(Ref. 8036)
Ano: 1699    1ª Edição

...", Corte do Estado da India, & do Imperio Lusitano do Oriente, fundado pelo illustrissimo, e reverendissimo senhor Dom Fr. Aleixo de Menezes, Primaz das Hespanhas, & da India, Vice-Rey de Portugal, & Principe do Conselho do mesmo Reyno em a Corte de Madrid: Em que se referem os prodígios que ouve em sua erecção, as grandes contradições, trabalhos, & vexações que depois de fundado padecerão as Religiosas por espaço de trinta anos, até que forão obradas aquellas maravilhas (que admirão o mundo) pela Santíssima Imagem do Senhor Crucificado do Coro do mesmo Convento a favor de suas devotas, & perseguidas esposas: com as vidas das VV. Madres Fundadoras, & de outras as muitas Religiosas assinaladas em virtude: oferecida A´ Reverenda Madre Prioreza, & mais Religiosas do mesmo Convento de Santa Monica por Fr. Agostinho de Santa Maria Definidor Geral da Congregação dos Agostinhos Descalços de Portugal, natural de Estremoz"

Lisboa; Officina de Antonio Pedrozo Galram; In-8º de (10) 819 (1) páginas; Encadernado


Obra Rara e de grande importância para o estudo da religião e presença Portuguesa na India.

Exemplar com restauro já antigo na folha de rosto devido a pequena falta de papel, possui gravura com retrato de Frei. Agostinho de Santa Maria acrescentado antes da folha de rosto. Com magnífica encadernação com ferros a ouro na lombada. E muito bom estado de conservação, tanto a encadernação como o seu miolo.

Preço:
750€
(Ref. 15770)
Ano: 1860/62    1ª Edição
Lisboa; Typographia do Panorama; In-8º de 3 volumes com 207(1); 201(1) e 277(1) páginas; Ilustrado; Encadernado

Colecção completa desta estimada e rara obra, ilustrada com 126 gravuras que reproduzem os brasões de armas das cidades e vilas de Portugal continental, insular e ultramarino, acompanhados de notícias históricas e outras que a essas cidades e vilas respeitam.
Exemplar com os três volumes encadernados em um só tomo, com sólida encadernação da época, em bom estado de conservação geral. Possui ocasionais picos de acidez no miolo.
Preço:
290€
(Ref. 15006)
Ano: 1843    1ª Edição
Porto; Typographia da Rua Formosa; In-4º de 2 volumes com 216 e 216(2) páginas; Ilustrado; Encadernado

Magnífica e muito rara obra sobre as Ordens Religiosas e Militares, profusamente ilustrada com gravuras coloridas dos costumes usados pelas respectivas ordens historiadas ou com retratos dos seus fundadores.
Segundo Inocêncio, a obra será da autoria de Manuel Ferreira de Seabra da Mota e Silva.
Exemplares com encadernações de amador com danos de manuseamento, colagens de desenhos e rótulos nas lombadas. Miolo com ocasionais manchas de acidez. Para folhas de guarda foram utilizadas as capas de brochura dos fascículos.
Preço:
675€
(Ref. 5626)
Ano: 1751

Lisboa; Officina de Francisco Ameno; In-8º de 22 páginas;Encadernado


"Disputa entre hum hebreo, e hum Christão."

Obra bastante invulgar.

Exemplar com mancha de água nas duas primeiras páginas, bom estado de conservação geral.

Preço:
275€
(Ref. 18799)
Ano: 1781    2ª Edição
Lisboa; Na Regia Officina Typographica; In-8º de (16)555(1) páginas; Encadernado

“Segunda edição de um trabalho publicado pela primeira vez em 1607. Innocêncio afirma que, embora a primeira edição seja considerada por sua raridade, a segunda é preferível porque é mais correta e tem acréscimos editoriais. Esta edição de 1781 foi editada pelo Padre Joaquim de Foyos, que forneceu um prefácio original e interessante, ocupando o segundo a quinto folhas preliminares. As sextas a oitavas folhas preliminares contêm o prefácio da edição original de Domingos Fernandes, incluindo um poema mais longo em português na sétima folha e o oitavo retângulo em folha. Um curioso soneto no oitavo verso preliminar das folhas tem as quatro primeiras linhas em latim, as quatro seguintes em italiano, as três seguintes em espanhol e as três últimas em português. Lusitania transformada, uma obra de literatura pastoral, é escrita em prosa e verso. A narrativa gira em torno das viagens peripatéticas de Olívio, que busca encontrar um locus amoenus, ou lugar de beleza e perfeição ideais. Ele viaja através das colônias de Portugal e outros lugares onde havia uma presença portuguesa, incluindo Goa, Japão, China, sudeste da Ásia e Etiópia. Além de seu mérito literário, o Lusitania transformada fornece descrições impressionantes da flora e fauna do sul e do leste da Ásia, bem como os costumes e estilo de vestir de seus habitantes. Também estão incluídas referências à corrupção política em Goa e críticas incisivas à sociedade portuguesa. A Lusitânia Transformada é um trabalho de proporções épicas, incorporando temas de moralidade, amor, patriotismo e religião. Alvarez do Oriente tem sido elogiado pelos críticos por seu estilo de escrita fluido e imaginativo. Mas talvez mais importante ainda, este é um dos primeiros trabalhos posteriores aos Os Lusíadas de Camões (1572), que incorporou os primeiros encontros portugueses com a Ásia em um contexto literário. O autor foi contemporâneo de Camões e os dois autores têm muito em comum. Tem havido especulações de que obras atribuídas a Alvarez do Oriente são realmente de Camões e vice-versa.”
Obra invulgar, completa com o seu desdobrável.
Exemplar com mancha e restauro no canto inferior direito da folha de rosto. Miolo com ocasionais furos de xilófago, sem afectar a leitura do texto. Encadernação meia-inglesa, ligeiramente cansada.
Preço:
125€
 1  2  3  4  5  6  7  8  9  10 | >> | Seguinte

 CARRINHO VAZIO
NEWSLETTER
E-mail:
Se deseja receber no seu e-mail novidades sobre os nossos artigos, coloque o seu endereço de E-mail e clique em Subscrever

  Autorizo que o meu e-mail seja utilizado para o envio de informações comerciais(newsletter, lista de novidades,…)
O nosso website usa cookies para melhorar e personalizar a sua experiência de navegação. Ao continuar a navegar, está a consentir a utilização de cookies      ENTENDI LER MAIS